Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A aparência conta

por RG, em 28.03.12

 A aparência conta. E conta muito. Por mais que se diga que o que interessa é o interior das pessoas (o que é bem verdade), as mesmas são quase sempre julgadas, numa primeira instância, pela sua aparência. Seja para o bem ou para o mal.

 Remetendo-me apenas a uma questão profissional, já se sabe que o uso de piercings ou tatuagens, por exemplo, pode complicar o acesso a determinados empregos. E embora o que possa ser aceitável num sítio, pode ser inadmissível noutro, o aspecto visual acaba por contar imenso, na altura em que se decide contratar. Mas por vezes, a avaliação da aparência, pode ir para além da vestimenta, ou acessórios utilizados. O físico e postura, contam tanto ou mais.

 Por exemplo. Aqui há dias, vi um daqueles comerciais que nos abordam normalmente nos centro comercias, para vender um cartão, de um banco qualquer. Ora, já se sabe que por norma, as pessoas tentam esquivar-se destes comercias, fazendo mais fintas que um Cristiano Ronaldo e um Messi juntos. Ou então fazem-se de distraídas, olhando para as montras, ou simplesmente dão um redondo "Não", quando os ditos comerciais perguntam se têm um minutinho para falarem com eles. Acontece que se os/as comerciais tiverem um aspecto de, vá...tótós, a sua missão ainda vai ser mais complicada. E era precisamente isso que acontecia, com este comercial a que me refiro. Apesar de estar vestido de fato e gravata, tinha um ar de rapazinho muito...tótó. Faltam-me mesmo, melhores adjectivos. O rapaz até podia saber a lição na ponta língua. Podia ter toda a informação e mais alguma sobre o cartão, mas quase de certeza, que deve ter tido muita dificuldade para conseguir parar alguém por instantes, para ouvi-lo. É injusto eu sei. Mas para além de uma aparência muito franzina, que lhe dava um aspecto de ter uns 17 anos, e uma cara tipo "Wally", tinha ainda por cima, uma abordagem muito tímida, transmitindo uma falta de confiança brutal, o que é fatal, para quem quer vender algo. Sinceramente, parecia completamente desfasado, do que aquele tipo de trabalho exige. No fundo, estou convicto que se ele fizesse o mesmo trabalho, mas por telefone, tinha muito mais hipóteses de se safar.

 

RG

  

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:06



Onde o concreto e o abstracto se encontram.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D