Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Assanhez pegada

por RG, em 26.03.06
A expressão “assanhez” surgiu nos últimos tempos, com frequência, no meu vocabulário.
É um termo com uma certa (ou muita) conotação sexual.

A sociedade de hoje em dia, vive a pressão de ter de ser bem sucedida em alguns pontos fulcrais na vida.
As pessoas a partir de determinada idade, só são realmente bem vistas, se tiverem um boa casa, um automóvel topo de gama na garagem, e tudo o que seja a ultima novidade na área da indústria caseira. Ou seja, tudo aquilo que no fundo seja indicativo de usufruírem de um emprego bem abonado.

Mas se estes elementos, correspondem a sensivelmente 50% do que é necessário para se ser bem sucedido no meio onde se vive, os outros 50% recaem numa coisa simples que se chama performance sexual.

Se o dinheiro traz status social, o sexo consegue elevar ainda mais essa condição. Uma pessoa até pode ser uma grande pobretana, sem ter qualquer tusto, mas se for boa na cama (ou no sofá, chão, mesa, tanto faz), acaba por ser idolatrada ou invejada, pois uma coisa está sempre associada à outra, por terceiros.

E é neste campo que a “assanhez” ganha relevo. O sexo, já se sabe, abre por exemplo muitas portas na área profissional. Quando alguém é promovido de forma inesperada, não deixa de haver a suspeita de ter conseguido essa promoção, em troca de umas trancadas com o patrão ou a patroa. A verdade é que muitas vezes, não há fumo sem fogo...e certas pessoas não desperdiçam as armas que têm.

Mas é a nível pessoal que a “assanhez” se acentua.
Como diria uma certa amiga minha “irritadiça”, o sexo pode vir acompanhado ou não do sentimento de amor.
Ora juntando a isto, o facto de normalmente proporcionar prazer, e ser de borla, estão reunidas as condições ideias para que a sua procura seja elevada.

Não é preciso estar muito atento, para verificar que até a publicidade aplica uma “assanhez” desenfreada em vários produtos. Se usar o desodorizante “tal”, ou o telemóvel “isto”, ou as peúgas “aquilo”, é garantido que vou ser considerado de imediato, uma bomba sexual.

A “assanhez” pode ser ou não benéfica. Depende do grau com que é utilizada. Quando existe afinidade por alguém, é normal haver algumas brincadeiras que não ofendem ninguém. É utilizada uma “assanhez” moderada, não pejorativa.
Só que muitas vezes não são respeitados os limites dos outros. Usa-se e abusa-se da “assanhez”, sem qualquer respeito pelo “alvo pretendido”. Há desejo sexual? Então é tudo à grande. E se a outra pessoa não aceitar de bom grado, é porque em vez de ter uma mente aberta, é retrógrada, ou está a fazer-se de difícil.

Como qualquer outra coisa, a “assanhez” quando é empregue na hora e na dose certas (varia conforme as situações/pessoas), tem toda a graça e até se pode tirar muito proveito dela.
Já uma “assanhez” abusiva, é como uma ressaca. Só serve mesmo para dar dores de cabeça.

RG

Assanhez

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:15


5 comentários

De aol a 28.03.2006 às 14:05

Viste a "gralha" no meu comentário? Antes que penses que eu escrevo mesmo assim deixa-me corrigir: não é "escrevestes" é "escreveste" Eh!!!!!! O "elvado" foi falha a teclar.

De Elsita a 27.03.2006 às 13:49

Complexo o assunto do teu sexo, perdão, do teu post. O sexo está vulgarizado, hoje em dia, e utilizado para conseguir na busca de um emprego, pois o diploma já não é uma mais valia!!!As pessoas são "obrigadas" a isso a valerem-se dos seus outros atributos, pois caso contrário, não têm como sobreviver e vêm outras a ultrapassarem-nas, e afinal, se Deus lhes deu tais atributos físicos, porquê desperdiça-los em prol da dignidade ou de princípios se com esses não se enche a barriga?????É complexo!Na sociedade que temos a prostituição está num escalão muito superior!Por culpa de quem????Heim???Diz-me tu!Boa semanita. Quanto ao bom carro na garagem, à boa casa, etc, para aparentar uma boa qualidade de vida; mais de metade não estão pagos, e as dívidas amontoam-se nos bancos, e depois acho que as pessoas pensam que vivem cá neste mundo 300 anos!Não invistam na vidinha no dia-a-dia, não!Só pensam em consumismo, em mostrar, em parecer, uma cretinice e mediocridade, julgo eu!!!!!Boa semanita

De tron a 27.03.2006 às 00:02

A IURD a enrabar a tv cabo e a tv cabo gostar e aquerer fazer o mesmo aos clientes , ve o meu blog e ja entendes o meu raciocínio

De polittikus a 26.03.2006 às 23:52

Xiça... e eu é que sou o pornograffiti... hehehehe

De aol a 26.03.2006 às 17:45

Ai a assanhez...
Tens razão em tudo o que escrevestes. E posso acrescentar que, quando os outros pensam que tens um elvado grau de "assanhez", e te propoem actos "assanhados" (tipo assanhemos ao molho), e te recusas, arriscas-te a ouvir comentários do género, "estás muito esquisita(o)"ou "isso nem parece teu" ou "qualquer dia queres e não tens".
Ah pois é!!!!!

Comentar post



Onde o concreto e o abstracto se encontram.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2006

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D