Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Simples

por RG, em 29.06.05
Houve tempos assim.
Podia não perceber tudo, mas eram bem engraçados.

"ANA LEE
Eu bebi sem cerimónia o chá
À sombra duma banheira decorada
Num lago de xam pô
E dormi como uma pedra que mata
Senti as nossas vidas separadas
Aquário de ostras crú
Ana Lee, Ana Lee
Meu Lotus azul ópio do povo
Jaguar perfumado tigre de papel
Ana Lee, Ana Lee
Num Lotús azul nada de novo
Poente queimado triângulo dourado
Se ela se pôe de vestidinha
Parece logo uma princesinha num trono de jasmim
E ao vir-me embora em verde tónico
Do país onde fumam as cigarras
Deixei-a sonhar por mim
São unhas que gravam
As unhas que cravam na pele em mim
Ana Lee...
São mãos que plantam só arroz ciao/ciao"


G.N.R.

Simples

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:04

Cavalheirismo Vs. Igualdade de direitos

por RG, em 28.06.05
As mulheres apreciam o cavalheirismo.
As mulheres defendem a igualdade de direitos.


Pode o cavalheirismo existir em conjunto com a igualdade de direitos?
As mulheres, com toda a normalidade e justiça, batem-se constantemente para que homens e mulheres tenham direitos iguais. Até ai tudo bem. Já se sabe que no decorrer do tempo, sempre houve descriminações a que foram sujeitas e mesmo hoje em dia, nalgumas áreas, isso ainda verifica-se. Mas ao mesmo tempo, é raro ver a mulher que não goste dos modos cavalheirescos de um homem.
E ser-se cavalheiro não é colocar ambos os sexos em patamares iguais, mas sim uma forma simpática, do homem subjugar-se perante a mulher. E nesse caso, as mulheres não se ralam minimamente.
É verdade que o cavalheirismo, quando natural, não custa nada. São gestos ou atenções que os homens executam, que os fazem parecer bem, aos olhos das mulheres.
Mas se há mulheres que levam muito a peito, a igualdade de direitos, há também, aquelas que tomam por garantido, que todos os homens têm de ser cavalheiros.
Um caso concreto, é a situação do homem deixar passar primeiro uma mulher, quando estão ambos para entrar num local. Ou se um vai a sair e o outro a entrar, a primazia é dada à mulher. É normal que o homem tenha esta atitude, assim como é normal, que a mulher agradeça, mesmo que estivesse à espera que isso acontecesse. Mas o que se passa às vezes, é que certas senhoras, muito donas do seu nariz, não se dignam a um singelo agradecimento. Nem um “obrigada” nem sequer um mero aceno com a cabeça, ou um simples sorriso. Nada. Apenas pura antipatia e presunção. Ora mediante esta atitude, só apetece mandar as boas maneiras ao ar, e atirar com a porta à cara das ditas. O cavalheirismo não é uma obrigação. É uma maneira de estar na vida. Uma forma de entendimento, como a regra do trânsito, “quem está à direita, tem prioridade” .
De qualquer forma, e tirando estas excepções, as normas impostas pela sociedade são mesmo estas. Igualdade de direitos, sim…mas com o cavalheirismo presente, de preferência.

Ps: Fica apenas uma chamada de atenção, principalmente para algumas criaturas mais “presunçosas”. O cavalheirismo é bonito, mas pode ter 2ªs intenções. Nada como depois de se apreciar o “painel frontal” da mulher, deixá-la passar primeiro, para confirmar se o “back side” corresponde.

RG

1º as Senhoras

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:03

Leituras

por RG, em 25.06.05
Existem livros assim...

Leituras

RG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:32

O embaraço

por RG, em 22.06.05
…De rir num funeral;
…De chegar a uma reunião 30 minutos depois de ter começado;
…De vestir uma peça de roupa ao avesso;
…De não saber o caminho a seguir, de automóvel;
…De tocar o alarme, quando estamos a sair de uma loja;
…De não passar o cartão Multibanco, na caixa, com uma fila enorme atrás;
…De não lembrar do nome da pessoa, com quem estamos a falar à 20 minutos;
…De perder a um jogo qualquer, com uma pessoa que tenha menos de 12 anos;
…De nenhuma pessoa presente, estar a prestar atenção ao que estamos a falar;
…De alguém ver um documento nosso, com uma fotografia do século passado;
…De dizer mal de um nome a alguém, e esse alguém ter uma pessoa chegada com esse nome;
…De dizer mal de uma profissão a alguém, e esse alguém ter uma pessoa chegada com essa profissão;
…De confundir alguém como o/a empregado/a de uma loja;
…De rir sozinho, num local público, de uma situação engraçada passada há 1 hora atrás;
…De ser apanhado, a apreciar atentamente a anatomia de uma colega.


RG

Embaraço

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:16

Belas Invenções – Cubos de Gelo

por RG, em 19.06.05
Os benefícios dos cubos de gelo:
Saúde – Apesar de encontrar-se no estado sólido, a água é sempre uma componente essencial à sobrevivência humana. Podem ser utilizados para baixar a temperatura do corpo e contrariar hematomas.*
Moda – Elementos decorativos de bebidas. Existem em variadas formas, para além da mais frequente, a cúbica.**
Utilidade – Permitem o refrescar de líquidos. Podem facilitar uma visita mais rápida aos dentistas. Estimuladores de cariz sexual.
Acessibilidade – Presentes num congelador mais perto de si.***

(*) Entre os quais, os designados “galos”.
(**) Existem colares e pulseiras de cubos de gelo, mas só nas zonas polares do planeta.
(***) A menos que se esqueça de lá colocar água.


RG

Cubos de gelo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:47

Teorias do segredo

por RG, em 18.06.05
» O segredo, é apenas uma forma de retardar a revelação de algo, a terceiros.

» O segredo, serve para confirmar quem realmente merece a nossa confiança.

» Há quem use propositadamente um suposto segredo, para espalhar um boato.

» Fazer segredo de alguma coisa, é uma forma de atrair atenções sobre si.

» Sussurrar um segredo ao ouvido de uma pessoa, pode ser extremamente estimulante.

» Um segredo importante, revelado no momento certo, é como um “Ás” de trunfo no jogo da “Sueca”.

» Se por cada segredo que soubessem, as pessoas recebessem dinheiro, os padres seriam milionários.

» O segredo é a alma do negócio…mas isso não é segredo nenhum.

RG


Segredos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:44

Tributo

por RG, em 14.06.05
Quero prestar homenagem a esse honesto e trabalhador dia, que é a “segunda-feira”. Dos 7 dias da semana, a 2ª-feira é sem dúvida nenhuma, o mais incompreendido e injustiçado de todos.
Tirando algumas excepções, toda a gente reclama da 2ª feira. E porquê? Porque 2ª-feira é sinónimo de regresso ao trabalho/aulas, acabando assim a rambóia do fim-de-semana. E a 2ª-feira tem alguma culpa disso? foi ele que pediu para ser colocado a seguir a esses 2 dias de folia? Claro que não. Mas como algum dia teria de ser, 2ª-feira foi o sacrificado, sem ninguém lhe dar o respectivo valor. Há até quem vá mais longe e diga que não haviam de existir 2ªs-feiras, pois nesses dias nunca há vontade de fazer nada. Pois a 2ª-feira tem muita importância. Por exemplo há sempre quem faça anos numa 2ª-feira, ou quando se pensa em começar uma nova etapa ou projecto na vida, normalmente pensa-se em iniciar-se numa 2ª-feira e não numa 4ª ou 5ª-feira qualquer.
O único reconhecimento que este honroso dia tem, é quando está incluído no período de férias. E as únicas alturas em que até é louvado, é quando coincide com um feriado.
E aí quem é que sofre? A 3ª-feira, que passa a saber o que uma 2ª-feira sofre constantemente, ao ouvir as pessoas dizerem «Epá que chatice, depois deste fim-de-semana prolongado, hoje até parece 2ª-feira. Que seca».

RG

2ª-feira

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:54

A minha amiga especial

por RG, em 10.06.05
Tenho uma amiga especial.
Conheci-a, ainda era novinho, e desde logo vi que teríamos uma ligação intensa.
É aquele tipo de amiga com a qual sabemos que podemos sempre contar. Que em qualquer situação necessária, ela aparece.
Quando preciso divertir-me ou passear, quando necessito reflectir, quando preciso de motivação para fazer algo que me custa, quando estou bem ou mal disposto, de dia ou noite, nos bons ou maus momentos, ela está sempre presente, sem contestar ou pedir algo em troca.
Por isso gosto dela.
Dos seus diferentes estilos, que tem manifestado ao longo do tempo. E embora tenha algumas facetas que me desagradam, tenho aprendido a apreciá-la na sua generalidade.
A minha amiga pode ser de uma agradável simplicidade. Mágica. Simpática, louca ou mesmo sedutora. Apaixonante.
Pela sua importância e cumplicidade na minha vida, quero agradecer-lhe.
Agradecer à minha amiga…Música.

RG


Musica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:43

Mania da perseguição

por RG, em 07.06.05
Porque será que certas pessoas pensam, que tudo à sua volta, conspira contra elas?

RG

Perseguição

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:03

Parecenças

por RG, em 06.06.05
Há certas alturas, em que ao cruzar o meu olhar com pessoas que não conheço de lado nenhum, desenvolvo uma espécie de jogo mental.
Quer seja na rua, num local público, num recinto fechado, ou simplesmente em casa a ver televisão, já ocorreu-me por mais de uma vez ver alguém que, em virtude da sua fisionomia, é parecido com alguma pessoa minha conhecida. E é ai que começa o jogo.
Entretenho-me por alguns minutos a imaginar essa pessoa desconhecida, como um familiar da pessoa minha conhecida. Tanto pode ser como pai, irmã, mãe, filho, etc. Varia conforme a idade.

E como por vezes, o que parece é, já acertei mesmo no relacionamento familiar de 2 pessoas.
É claro que em 98% dos casos, nunca irei descobrir se os meus palpites estão ou não correctos. Mas o que interessa mesmo, é o gozo que dá em fazer essa associação de semelhanças fisicas.

RG


Parecenças

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:41

Pág. 1/2



Onde o concreto e o abstracto se encontram.

Curiosos


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2005

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D