Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Xierra Nébáda, aqui voy yó!!

por RG, em 31.01.07

Vou lá passar o fim-de-semana, fazer um belo sku, e já venho.

RG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:54

Opinar

por RG, em 30.01.07

Na minha opinião, toda a gente tem direito a ter a sua opinião, mesmo que seja diferente da minha, e independentemente do assunto em discussão.

No entanto, o que é desagradável, irritante mesmo, é quando certas pessoas tentam impor a sua opinião, adoptando uma certa atitude pretensiosa.

Vamos lá ver. O bom de um debate, entre 2 ou mais pessoas, é expormos e defendermos os nossos argumentos de forma a tentar mudar, o modo de pensar, do “opositor”.

Agora, o que me custa a aceitar, no meio de uma discussão de ideias, são determinadas atitudes tomadas por uma das partes, como por exemplo:

- Exaltação excessiva. Uma coisa é falar entusiasticamente, outra, é começar a gritar.

- Interromper constantemente a palavra do outro. Demonstra má educação, e que não pretende dialogar, mas sim, recitar provavelmente um monólogo.

- Utilizar expressões como “Eu é que tenho a razão e mais nada”, ou “Se pensas assim, estás muito enganado, eu é que sei ou ainda Tu tens que aceitar, e não há mais discussão

- Insultar. Quando se chega a este ponto, é porque a pessoa já não consegue apresentar argumentos válidos, recorrendo a subterfúgios sem fundamento (na maioria das vezes).

Já se sabe que, cada cabeça sua sentença. Ao longo da nossa vida, vamos encontrar diferentes pessoas, que podem ter ideologias diferentes das nossas. Por vezes, as suas opiniões até nos podem causar consternação, indignação, revolta e ódio. Noutras ocasiões, se forem bem argumentadas, até nos fazem dar o braço a torcer, e mudar a nossa perspectiva sobre certas matérias.

É por isso que, por mais absurdas que até me possam parecer, tento respeitar todas as opiniões (Atenção, TENTO, não quer dizer que o consiga sempre com sucesso).

No fundo, como alguém já disse, opiniões são como os gostos, não se discutem…lamentam-se.

 

RG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:57

Estratégia

por RG, em 28.01.07

Se um dia optar pela carreira de comercial, a primeira coisa que faço, é mudar de nome para “Ricardo Sexo.

É que já sabe que o sexo vende.

RG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:50

Conseguir

por RG, em 25.01.07

Não são os defeitos ou as virtudes, que nos caracterizam, que determinam o sucesso das nossas acções, mas sim, a forma como lidamos com a nossa motivação.

 

RG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42

Entendimento

por RG, em 24.01.07

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:17

Cultura

por RG, em 23.01.07

Não costumar comentar 2 campos temáticos, nos quais sou bastante leigo. O campo político e o campo agrícola.

Até costumo confundir estas duas áreas, pois por vezes, sou capaz de jurar que vejo um ou outro nabo, ou uma batata, plantados na Assembleia da República.

Em vez de desenhos animados, devia ter prestado mais atenção à Tv. Rural do Eng. Sousa Veloso, há uns tempos atrás.

 

RG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:09

Encolhimento

por RG, em 22.01.07

Nestes últimos dias, tenho sentido uma pressão invulgar à minha volta.

Uma sensação de que as pessoas andam mais comprimidas, sem capacidade de manobra. Só se vêem enchentes nos transportes públicos, nos centros comerciais, nos elevadores, nos passeios, etc.

Mas de repente, a razão para tal impressão, foi clara para mim. Portugal está a encolher a olhos vistos. Basta ir à Costa da Caparica, e comprovar que o território nacional está a sucumbir, aos poucos e poucos, à força do Atlântico. Desta forma, estamos mais espalmados contra a Espanha, e dai termos menos espaço para nos mexermos.

Bonito, quando o governo anunciou que era necessário passarmos por apertos, nunca pensei que eles chegassem a este extremo.

 

RG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:17

Tinha de ser

por RG, em 19.01.07

Epá, no outro dia saltou-me mesmo a tampa. 

O que é mau, dado que agora tenho sempre a pilha do Mp3 a cair...

RG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:09

Então não é que passou o dia sem dar conta?

por RG, em 16.01.07

No passado dia 11, este singelo blog, celebrou 2 anos de existência.

Dois anos, acaba por ser já uma marca considerável em termos bloguisticos, tendo em conta que a média de vida de muito blog que por ai surge, é normalmente de meio anito.

Lembro-me que o seu processo de criação não passou por exaustivos dias de planeamento, ao contrário do que muita gente possa pensar (pronto, 2 pessoas no máximo). Nem sequer foram horas. Foi mesmo uma questão de minutos, num acto de pura curiosidade.

Estava eu em plena cavaqueira messengeriana, com a Sugarfree, quando veio à baila a ideia, de que seria engraçado escrevermos certos pensamentos, que nos assaltam a mente de vez em quando. Isto mais da parte dela até, do que da minha. Ora, como por vezes não é tarde nem é cedo, para colocarmos em prática determinadas acções, e tendo em conta que andava numa onde de interesse sobre a suposta simplicidade da elaboração de blogs, resolvi, nesse preciso instante, dar um salto ao portal do batráquio mais conhecido da net. O Sapo. E de facto, foi num ápice que surgiu o blog. A única coisa que demorou mais tempo, foi mesmo a escolha do seu nome. Para já, por que tinha de ser único. Não que eu não me importasse de plagiar um ou outro nome, só que o Sapo não permite existirem 2 blogs com nome igual. Bolas.

Matutando então possíveis nomes, acabei por optar por “Configurações”. E porquê? Porque achei piada. É um nome que não específica nada ao certo, deixando ao mesmo tempo aberta, a possibilidade de abordar todas as temáticas que quisesse.

Ultrapassada esta questão, surgiu outra. O que é que iria colocar no blog?

Como não fazia a mínima ideia, dado que tudo aquilo foi por brincadeira, optei pelo mais fácil. Transcrever o conteúdo de e-mails, de livros, revistas, que considerasse interessantes, para o blog.

Até que um dia, aconteceu uma coisa engraçada.

Resolvi escrever um texto meu. Mais concretamente um poema, sobre uma tal de Tatuagem. E o pessoal amigo gostou. Eu a julgar que ia ser gozado, e acabei por ser elogiado. Ou então, eles disfarçaram muito bem, para eu não desanimar.

O que é facto é que foi um ponto de viragem. Comecei a deixar fluir mais vezes, as minhas próprias “configurações”. E o blog foi crescendo. Com fases de maior ou menor criatividade, com mais ou menos inspiração, o “Configurações” lá se tem aguentado, com algumas operações de estética pelo meio, inclusive.

Foram 24 meses a escrever sobre tudo e sobre nada. Muitas vezes de mim, e dos meus sentimentos, mas de maneira digamos…camuflada. Sim, porque quem me conhece, sabe o quanto sou reservado. Logo, postar sobre mim, foi um desafio, mas que permitiu mostrar um pouco mais da minha forma de ser (mas só um bocadinho mesmo, nada de abusos).

Parabéns pois ao blog. Não é o mais genial do blogosfera, mas é meu, e isso é que interessa.

 

Ps: E um obrigado especial ao “pessoal amigo”, e não só, que tem passado por aqui, e até acha graça a uma ou outra coisita publicada.

Bem hajam.

 

RG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:58

Intolerável

por RG, em 14.01.07

Há coisas extremamente desagradáveis, e ser assaltado é uma delas.

Ainda por cima, ser roubado na própria casa, a meio da noite. E pior. Sem dar por isso.

Mas foi isso que me aconteceu. Na noite passada, enquanto dormia descansado, fui vítima de um golpe silencioso, impiedoso e eficaz.

É lamentável, mas isto está de tal forma que uma pessoa não está segura em lado nenhum.

A coisa foi de tal maneira tão bem feita que, só no dia a seguir, é que dei conta do acto ter sido consumado. E não foi por reparar que faltava dinheiro, a televisão ou o computador, ou por ter a porta ou as janelas escancaradas, mas sim porque olhei para o espelho da casa de banho. Isso mesmo. Ao ver o reflexo da minha cara, vi o que o larápio tinha levado: O MEU SANGUE, tendo deixado no seu lugar, três belas borbulhas na testa. Sacana do mosquito.

 

RG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:38

Pág. 1/2



Onde o concreto e o abstracto se encontram.

Curiosos


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2007

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D