Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Assim de repente

por RG, em 28.10.07

Existe uma “corrente” que parece funcionar mesmo.

Se estiver um conjunto de pessoas num dado local, basta que uma boceje, para que os restantes indivíduos à sua volta, comecem igualmente a abrir a boca.

Não sei se é por sugestão, mas é um fenómeno curioso.

 

RG

  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:28

E o prémio “estou-à-vontade-e-não-quero-saber” vai para:

por RG, em 22.10.07
As senhoras de limpeza das casas de banho públicas.
Pois que é verdade.
É intrigante o à vontade que estas profissionais exibem, quando estão nas suas lides.
Vamos lá ver.
Uma coisa, é limpar os sanitários quando não se encontra lá ninguém. Por exemplo. Num wc de um centro comercial, no R/c, elas colocam aquele aviso à porta “em limpeza”, bloqueiam a entrada a toda a gente, mesmo que a pessoa esteja a contorcer-se toda, quase a fazer pelas pernas abaixo, a implorar para entrar, e indicam com um certo ar de troça – “Esta agora tá em limpeza. Pode ir à do 4º piso que é perto, se faz favor.” – revelando assim, a sua faceta de porteiros de discoteca.
Outra coisa, é limpar a casa de banho das senhoras, quando esta está ocupada. Acredito que seja um pouco incomodativo para quem a esteja a utilizar, mas ao fim ao cabo, sendo todas mulheres, o mal é menor.
Agora, outra coisa ainda, é quando a limpeza é feita no wc masculino...com os homens lá dentro.
Ora, é um bocado constrangedor, um gajo estar ali descansado, agarrado à sua ferramenta, e de repente entrar uma senhora descontraidamente (algumas até entram a cantar), com balde e esfregona na mão, como se fosse a coisa mais natural do mundo.
A descontracção é tal, que por vezes tenho a sensação que elas vão chegar junto de quem está nos urinóis, e dizer algo do género: “Oiça lá, veja lá se ao sacudir, não pinga para o chão, ouviu? Olhe que não tá em casa.”
Na volta, esta táctica de limpeza, é apenas um meio de obrigar os utilizadores, a serem lestos, e não estarem a “fazer sala” no wc (há quem o faça).
Se assim for, acho que resulta. Quando entra uma senhora da limpeza no wc, é ver os homens a correrem dali para fora, a sete pés.
Muitos nem sequer lavam as mãos. Hummm, pensando bem, nem é preciso a presença das referidas senhoras, para isso acontecer.  
RG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:14

Se eu gosto desta música, toda a gente vai gostar

por RG, em 14.10.07

Por volta dos anos 70/80, existia uma moda curiosa.

Haviam pessoas que, pegavam naqueles grandes rádios rectangulares, colocavam-nos aos ombros, e ala por tudo o que é sitio público a debitar música aos altos berros.

Era bonito vê-los pelas ruas, pelos parques, ou nas praias, a partilharem as suas preferências musicais, com os restantes cidadãos.

Bom, se calhar não era assim tão bonito. Se calhar era até um bocadinho incomodativo. Diria mesmo irritante.

Que diacho, é que nessa altura já haviam os “walkman” de K7. Porque é que esses indivíduos insistiam em azucrinar a paciência dos outros, perfurando-lhes os ouvidos, com o ruído distorcido que saia daqueles calhamaços?

 

Com o decorrer do tempo, entretanto, as coisas mudaram.

Para além das dores de ombros e de costas, que aqueles rádios deviam causar, a tecnologia foi avançado.

Vai daí, com a chegada dos potentes auto-rádios, e respectivos amplificadores e colunas, esse pessoal, passou a fazer o favor de partilhar gentilmente a sua eleição musical, através dos automóveis.

Nada como um belo passeio pelas estradas, e alegrar o resto da comunidade, com uns belos graves a serem debitados do sistema de som. Mesmo que sejam 3 da manhã, é sempre de louvar o gesto nobre desses altruístas, ao porem o volume no máximo, para a música poder ser ouvida num 4º andar.

 

Finalmente, a última moda.

Com o surgimento dos telemóveis, há agora uma nova forma de se partilhar música.

A maioria dos últimos modelos possui, entre várias funcionalidades, o chamado leitor de Mp3.

Desta forma, uma pessoa normal, pode ouvir as suas musiquinhas, em qualquer lado, através dos auriculares que são fornecidos com o telemóvel.

Já as pessoas que gostam de alegrar o sítio por onde passam, o que é fazem? Metem as referidas gerigonças, num sistema semelhante ao “alta-voz”.

Estes telemóveis são o sonho, dos partilhadores de música.

São bem mais fáceis de transportar, em relação aos rádios de antigamente, e podem acumular uma quantidade enorme de canções.

Resultado, nada como ir, por exemplo num transporte público, em hora de ponta, atulhadinho de gente, e começar a ouvir uma música que normalmente varia entre um pop chunga, e um hip-hop banal.

Ao principio, ainda pensamos que é apenas o toque do telemóvel, e que o respectivo dono ou a dona, está surdo, e não atende.

Mas com o passar do tempo, constatamos que vamos ter que gramar com aquele som por muito tempo, para alegrar a nossa monótona viagem.

Ahhh…que maravilha.

 

RG

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:42

Novos hábitos

por RG, em 03.10.07

Segundo as notícias de hoje, 10% das crianças que nascem em Badajoz, são portuguesas, filhas de pais que vivem maioritáriamente em Elvas.

Antes, ia-se lá buscar caramelos, agora vai-se buscar niños e niñas.

RG

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:30


Onde o concreto e o abstracto se encontram.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2007

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D