Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Destino

por RG, em 06.07.11

"Mostra um pensamento e colherás uma acção. Colhe uma acção e cultivarás um hábito. Mostra um hábito e colherás um carácter. Cultiva um carácter e colherás o teu destino."

 

Yogi Roman

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:19

Certezas

por RG, em 05.07.11

Admiro as pessoas que têm certezas.

Não é fácil, num mundo cheio de opções, conjunturas, ou ramificações de possibilidades que se nos deparam ao longo da vida, termos sempre a certeza absoluta do que queremos. E mais difícil ainda, acertarmos pela positiva, naquilo que escolhemos.

 

Mas existem pessoas que, desde novas, mostram sinais de terem o seu destino bem delineado. Sabem que desporto praticar, qual o curso que querem seguir, que trabalho almejam. Por regra são pessoas decididas. Apostadas em vencer os obstáculos necessários, para atingir as suas metas.

São indivíduos confiantes. Diria quase iluminados. Ou será simplesmente genético?

É redutor pensar que quem nasce em berço de ouro, tem mais facilidade em conseguir um bom estilo de vida. Pois na prática, nem sempre é assim. Existem vários casos de pessoas afortunadas, que não sabem o que querem da vida, e esbanjam aquilo que lhes foi dado de bandeja à nascença.

 

Não, é outra coisa qualquer. É o feitio. É o carácter que as distingue. Se não fosse isso, não existiriam tantas pessoas, consideradas pobres, a darem a volta por cima, num mundo cheio de obstáculos.

 

Ter objectivos na vida é essencial. Mesmo que não se consiga atingi-los com facilidade, ou de forma alguma. Ter objectivos, quer sejam pequenos, e a curto prazo, como grandes e a longo termo, são a forma de nos motivarmos dia-a-dia. De nos superarmos, e tornarmo-nos melhores seres humanos.

 

É fácil constatar isso, por um atleta que ambiciona bater um recorde. Ou por um arquitecto que sonha em ter a sua obra reconhecida. Ou mesmo por um um músico, que quer alcançar o máximo de pessoas possíveis, com a sua música.

 

São pessoas como essas que admiro, pois no meu caso, nem sempre é assim. 

 

Os meus objectivos na vida, nem sempre foram os mais claros. E ainda não o são. Por vezes até penso que as coisas foram correndo ao sabor do imprevisto. Estudos, amizades, e até amores.

 

Mas pensar que uma vida, é orientada pelo destino, não é bem do meu género. Bem ou mal, tive que ir tomando decisões, que condicionaram, e influenciaram, o meu crescimento. Tal como acontece com qualquer um.

 

Essas escolhas fizeram com que chegasse hoje, com aquilo que tenho. Trabalho, casa, amigos e...amor. Sinceramente, mesmo as pessoas mais decididas do mundo, deverão pelo menos ter alguma dúvida neste campo. O amor. Não é de todo, daqueles objectivos de vida, fáceis de se alcançar.

 

Afinal, quase toda a gente, pensa em ter o amor certo. Ter aquela pessoa, que nos fará para sempre feliz. Depois, há quem ao fim de um certo tempo, já só pense em ter alguém com quem conviver, e para não ir sozinho(a) aos casamentos. Com ou sem amor.

 

Mas é possível, termos a certeza absoluta que achámos a parceira(o) ideal? Nalguns casos parece que sim, noutros, é uma questão de tempo, até o ideal se transformar em insuportável.

 

Não tenho certezas absolutas sobre o amor. Mas tento ao máximo respeitar a pessoa, com quem partilho o coração. E ser honesto com ela. O que não significa que, não a tenha já magoado. Porque o que pode ser certo para nós, nem sempre é o correcto para os outros.

 

Não tenho certeza se o futuro será sempre sorridente, mas sei que no presente, sorriu bastante com ela. 

Não sei se seremos felizes para sempre. Mas sei que no presente, sou muito feliz com ela.

Não sei se iremos ter desavenças futuras. Mas no presente, os bons momentos, batem em larga escala, os desentendimentos.

 

Lá está, admiro as pessoas com certezas de tudo, pois não sei se gostarei sempre da sua pessoa. Mas no presente ao menos, é certo, o meu amor é dela.

 

RG

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:42


Onde o concreto e o abstracto se encontram.

Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2007
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2006
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2005
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D